Notícias
19/06/17
13:30:42
Palestras e dinâmicas educativas marcam a Semana Nacional de Prevenção às Drogas

As atividades, com início nesta segunda-feira (19), são organizadas pelo Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (Comad) em Santa Rita do Sapucaí. O cronograma de ações prevê palestras para pais e responsáveis por crianças e adolescentes diariamente até a próxima quinta-feira (22). Segundo o presidente do Comad, Israel Ribeiro, a temática dos encontros é voltada para o convívio familiar.

“Nós do conselho, em nossas discussões nas nossas reuniões, vimos que é importante conscientizar os pais da importância deles no papel da prevenção então o desenvolvemos palestras voltadas aos pais.”

A primeira palestra ocorre nesta segunda-feira (19), às 19h, na escola municipal Coronel Joaquim Inácio, na terça-feira (20) será na escola estadual Doutor Delfim Moreira às 18h, na quarta feira (21) na escola estadual Doutor Luis pinto de Almeida às 19h e na quinta-feira (22), às 19h, na escola municipal José Ribeiro de Carvalho.

Já as ações para os adolescentes estão previstas para quarta e quinta-feira desta semana às 9h30 no museu histórico Delfim Moreira. “São duas atividades com o pessoal do tempo integral da escola Sinhá Moreira e da escola Doutros Delfim Moreira. Vamos fazer uma dinâmica educativa juntamente com o grupo de escoteiros”, disse.

A informação sobre as conseqüências negativas do uso de drogas é ferramenta de prevenção. “Infelizmente a nossa sociedade, o estilo de vida das pessoas e a banalização do uso de drogas acabam sendo fatores percussores para os jovens entrarem no mundo das drogas. Essas atividades preventivas a visam conscientizar os jovens de forma que eles consigam viver nessa sociedade e saibam que não vale a pena entrar nesse mundo das drogas.”

A semana nacional antecede o dia internacional de combate às drogas lembrado em 26 de junho. No relatório mundial sobre drogas 2016 feito pela organização das Nações Unidas (Onu), é estimado que cerca de 5% da população mundial adulta, ou 250 milhões de pessoas entre 15 e 64 anos, usou pelo menos uma droga em 2014.

Da Redação - Daniele Peixoto